Ditadura Militar no Brasil: não esqueceremos!

image-center

O dia de hoje não se trata de um aniversário da ditadura militar. Tampouco poderia ser dia de comemoração, frente ao sangue escorrido de tantos companheiros e companheiras que tombaram no combate contra um sistema autoritário, repressivo e extremamente violento. O Brasil, de tempos em tempos, é ameaçado pelas forças militares, que ora tomam para si o poder, ora permanecem enquanto uma sombra, sempre a espreita, para que no menor dos deslizes, os mesmos homens, as mesmas ideias, agora de diferentes épocas, conquistem o poder a qualquer custo. Na dissimulação da procura por estabilidade, oferecem o autoritarismo como a único capaz de livrar-nos da crise. Conquistam a cabeça daqueles que já flertam com o militarismo, e que encontram, na autoridade armada, a salvação de problemas tão intrínsecos em nossa democracia que não podem ser remediados por mais uma imensa dose de repressão.

image-center

Hoje é dia de memória, por todas aquelas e todos aqueles que um dia lutaram contra a ditadura militar, seja nos movimentos estudantis, na imprensa, nos sindicatos, ou livremente organizados enquanto sociedade. Ainda, hoje é dia de lembrança, de nunca esquecer e nunca perdoar todos os atos, todos os tiros disparados, toda agressão, toda tortura. Que a história possa nos direcionar para um caminho diferente daquele colocado em 1964, que nossas forças, juntas e livres, possam construir um amanhã cada vez menos repressivo e violento. Que por meio da educação, diária, intencionalmente construída, seja uma forma de resistência política que cresce através de nossa luta conjunta e que trilha o caminho da liberdade do povo.

image-center

#CursinhosPopularesAraraquara #CursinhosPopularesBES #DitaduraNuncaMais

Categorias:

Escrito em: